Partes de mim - Amazon
Facebook Google+ Twitter Youtube

Escolha sua poesia

Desejo|Mágica|Toque(D)|(Sem) Destino|Adeus|Alfazema|Amanhã|Amiga|Angustiante|Assassínio|Assim|Beleza e dor|Benditas Mulheres|Boa noite|Breve|Breve história de uma vida|De amor, descanso|Decisão|Despedida|Despercebido|Desvario|Débora|Em parte|Encontro (a imagem)|Enganar-se|Expleo explevi expletum|Fim|Fuga|Humildade|Iguais|Incerteza|Inexistir|Inspiração|Instante|M'Ausência|Mal de amor|Marcas|Minhas mulheres|Nova amizade|O que me resta?|O que será?|O revés de um beijo|Oceano|Ontem|Oração de amor|Para sempre|Passado presente|Passagem|Pequena|Poema das ondas|Poema do deixar de ser|Por um instante|Quando eu me for|Reencontro|Separação|Ser|Sereias|Seu(D)|Sinfonia|Socorro|Sonho a dois|Sou|Te|Tela|Tempo|Transição|Tristeza na noite|Visão do mar|Você|Zen|

Você

Se for compartilhar, ressalte o nome do autor: Alexandre Tavares Sergio

Foi uma brisa suave que passou por minha vida...
Abriu minha mente para a beleza do mundo
Me fez entender a linguagem sem palavras
Os sinais presentes nas mais simples situações...
Foi um momento mágico em meus pensamentos...
Encheu meu caminho com lindos sonhos
Preencheu o vazio que existia em mim
Que me deixava inquieto com esta constante ausência...
Foi a magia de um desejo atendido...
Trouxe de volta as cores para o meu caminho
Guiou meus passos para um futuro fantástico
Repleto de seres felizes a cantar canções de paz...
Foi um toque dos Deuses, suave, em meu rosto...
Purificou minha alma com sua voz tão límpida
Reacendeu as chamas da alegria que em mim não mais existia
Trazendo de volta meu desejo de viver...
Foi um sorriso constante emoldurando meus lábios...
Apontou-me o céu e me levou até ele
Mostrou-me as nuvens e me fez tocá-las
Para senti-las nas mãos com seus corpos de algodão...
Foi a pureza do olhar de uma criança...
Me embalou em seus braços num sono encantado
Conduziu-me a um campo de lindas pastagens
Como o pastor que com carinho cuida de suas ovelhas...
Foi a fonte das alegrias com suas águas cristalinas...
Presenteou-me com a leveza do som de seus passos
Enviou-me às eras passadas à procura da luz
Irradiada nas praças pelos amigos do saber...
Foi o vôo suave dos anjos no azul do céu...
Aprimorou meus sentidos na alma do mundo
Me fez compreender a voz do vento, a voz do mar
Antes inaudíveis por não conhecer meu coração...
Foi a luz das estrelas de todas as constelações...
Iluminou os bosques de idéias de meu íntimo
Trouxe à tona a agilidade pueril de meus dias de infância
A saltar por entre as árvores deste mágico interior...
Foi a serenidade do despertar em um belo amanhecer...
Elevou meu ser fazendo-o banhar-se na chama imortal
Da palavra que sobrevive desde a aurora dos tempos
Que se fortalece a cada momento deste incessante combate
Mas como a brisa, seu toque não foi duradouro...
Como o vento, passou apenas por curtos instantes...
Como o mar e suas águas em eterno mover-se,
Suas mãos afastaram-se com sua magia...
E foi como a lágrima que brota em meus olhos
E rola por minha face onde um sorriso antes brilhava
Emoldurando meus lábios agora tremidos...
Uma lágrima...Solitária como minha alma vazia...