Partes de mim - Amazon
Facebook Google+ Twitter Youtube

Escolha sua poesia

Desejo|Mágica|Toque(D)|(Sem) Destino|Adeus|Alfazema|Amanhã|Amiga|Angustiante|Assassínio|Assim|Beleza e dor|Benditas Mulheres|Boa noite|Breve|Breve história de uma vida|De amor, descanso|Decisão|Despedida|Despercebido|Desvario|Débora|Em parte|Encontro (a imagem)|Enganar-se|Expleo explevi expletum|Fim|Fuga|Humildade|Iguais|Incerteza|Inexistir|Inspiração|Instante|M'Ausência|Mal de amor|Marcas|Minhas mulheres|Nova amizade|O que me resta?|O que será?|O revés de um beijo|Oceano|Ontem|Oração de amor|Para sempre|Passado presente|Passagem|Pequena|Poema das ondas|Poema do deixar de ser|Por um instante|Quando eu me for|Reencontro|Separação|Ser|Sereias|Seu(D)|Sinfonia|Socorro|Sonho a dois|Sou|Te|Tela|Tempo|Transição|Tristeza na noite|Visão do mar|Você|Zen|

Tristeza na noite

Se for compartilhar, ressalte o nome do autor: Alexandre Tavares Sergio

Ao fechar os meus, são teus olhos que vejo...
Tenho a lembrança do breve instante passado,
Tenho na mente, do teu rosto a imagem...
Tenho em meus olhos, de saudade as lágrimas...
Teu olhar, teu rosto, presentes estão em meus pensamentos...
Curto espaço de tempo...
Bastante para gravar em mim os sentimentos em teu olhar
Quieto, calmo, ocultando a tristeza que sentias
E que agora em mim é presença,
Presença que me faz perceber tua ausência...
Assim, te vejo como naquele dia
Meus olhos enevoados pelas lágrimas que chegam
Procuram tua silhueta na escuridão desta noite...
Não a encontro nem a ti, e choro...
Choro por não poder segurar tuas mãos
Tão pequeninas, tuas mãos, tão delicadas...
Levo minhas mãos à face úmida,
Minha face que um dia esteve junto à tua,
Minha face que um dia beijaste... E choro...
Meu coração se contrai em meu peito...
Há muito sentia a alma vazia, incompleta
E agora percebo o que faltava em meu ser,
E sofro por não poder eliminar esta dor
A dor que a saudade instalou em mim...
Sinto vontade de gritar,
A voz está presa em minha garganta
E o grito explode, forte, dentro de mim...
Queria poder dizer a todos o que sinto
Queria poder me transformar em ar
E me fazer presença junto a ti...
Mas sou apenas humano, e choro...
E tua imagem não se esvai de minha mente
E meus olhos continuam úmidos...
E a saudade ainda está presente...
E tua ausência ainda é presença...
E a noite, cruel, anda em seu passo lento...
E ainda penso em ti...
E choro... E choro... E choro...