Partes de mim - Amazon
Facebook Google+ Twitter Youtube

Escolha sua poesia

Desejo|Mágica|Toque(D)|(Sem) Destino|Adeus|Alfazema|Amanhã|Amiga|Angustiante|Assassínio|Assim|Beleza e dor|Benditas Mulheres|Boa noite|Breve|Breve história de uma vida|De amor, descanso|Decisão|Despedida|Despercebido|Desvario|Débora|Em parte|Encontro (a imagem)|Enganar-se|Expleo explevi expletum|Fim|Fuga|Humildade|Iguais|Incerteza|Inexistir|Inspiração|Instante|M'Ausência|Mal de amor|Marcas|Minhas mulheres|Nova amizade|O que me resta?|O que será?|O revés de um beijo|Oceano|Ontem|Oração de amor|Para sempre|Passado presente|Passagem|Pequena|Poema das ondas|Poema do deixar de ser|Por um instante|Quando eu me for|Reencontro|Separação|Ser|Sereias|Seu(D)|Sinfonia|Socorro|Sonho a dois|Sou|Te|Tela|Tempo|Transição|Tristeza na noite|Visão do mar|Você|Zen|

Tempo

Se for compartilhar, ressalte o nome do autor: Alexandre Tavares Sergio

Já não é de hoje
Que venho tentando
Dizer que esse tempo
Não faz diferença
Não dá rumo na vida
Não mede emoção.
Só faz caminhar
E sempre prá frente
Sem culpas ou medos
Alheio a tudo
Sem se envolver
Sem amor ou paixão.
Ele não mata
Não fere, não mente
Se engana quem pensa
Que ele é cruel
Ou remédio para tudo
Pois ele não é não.
O tempo não é calmo,
Algoz ou ranzinza
Nem é santo ou do outro
Só sabe seguir
Sem parar, incessante
Sem voz ou razão.
Não tem um começo
Nunca termina
É escravo de si.
Coitado do tempo
Não pode viver
Só pode passar
Só pode passar
Só pode passar...