Partes de mim - Amazon
Facebook Google+ Twitter Youtube

Escolha sua poesia

Desejo|Mágica|Toque(D)|(Sem) Destino|Adeus|Alfazema|Amanhã|Amiga|Angustiante|Assassínio|Assim|Beleza e dor|Benditas Mulheres|Boa noite|Breve|Breve história de uma vida|De amor, descanso|Decisão|Despedida|Despercebido|Desvario|Débora|Em parte|Encontro (a imagem)|Enganar-se|Expleo explevi expletum|Fim|Fuga|Humildade|Iguais|Incerteza|Inexistir|Inspiração|Instante|M'Ausência|Mal de amor|Marcas|Minhas mulheres|Nova amizade|O que me resta?|O que será?|O revés de um beijo|Oceano|Ontem|Oração de amor|Para sempre|Passado presente|Passagem|Pequena|Poema das ondas|Poema do deixar de ser|Por um instante|Quando eu me for|Reencontro|Separação|Ser|Sereias|Seu(D)|Sinfonia|Socorro|Sonho a dois|Sou|Te|Tela|Tempo|Transição|Tristeza na noite|Visão do mar|Você|Zen|

M'Ausência

Se for compartilhar, ressalte o nome do autor: Alexandre Tavares Sergio

É do teu corpo
Que eu grito a falta
Quando a luz se apaga e o desejo aviva
Não são palavras que na noite escura
Matam tua ausência, triste vida
Quero teus beijos
Mais que esse ar
Mais que o calor
No aconchego dessa cama fria
Aquele olhar me desnudando a alma
Tirando a calma do andar a esmo
Perdido em mim
Perdido ainda
Onde estão teus braços
Se não me envolvem
Se não confortam
Se não me alcançam
Senhora minha?
Não sou ninguém, estou vazio
Sem teu amor
Sou nada além
De um poeta trôpego
Cambaleante
Seguindo em frente, sempre sozinho
Não sei mais chorar
Não quero mais sentir
Não posso mais sofrer.
Que não seja em partes
Que não venha nunca
Que essa dor termine.
E meus olhos fecham
Mergulhando o que resta do menino
Em sua caverna íntima.
Sombras nas paredes ao fundo...