Partes de mim - Amazon
Facebook Google+ Twitter Youtube

Escolha sua poesia

Desejo|Mágica|Toque(D)|(Sem) Destino|Adeus|Alfazema|Amanhã|Amiga|Angustiante|Assassínio|Assim|Beleza e dor|Benditas Mulheres|Boa noite|Breve|Breve história de uma vida|De amor, descanso|Decisão|Despedida|Despercebido|Desvario|Débora|Em parte|Encontro (a imagem)|Enganar-se|Expleo explevi expletum|Fim|Fuga|Humildade|Iguais|Incerteza|Inexistir|Inspiração|Instante|M'Ausência|Mal de amor|Marcas|Minhas mulheres|Nova amizade|O que me resta?|O que será?|O revés de um beijo|Oceano|Ontem|Oração de amor|Para sempre|Passado presente|Passagem|Pequena|Poema das ondas|Poema do deixar de ser|Por um instante|Quando eu me for|Reencontro|Separação|Ser|Sereias|Seu(D)|Sinfonia|Socorro|Sonho a dois|Sou|Te|Tela|Tempo|Transição|Tristeza na noite|Visão do mar|Você|Zen|

Enganar-se

Se for compartilhar, ressalte o nome do autor: Alexandre Tavares Sergio

Cale-se diante da paixão rouca que grita liberdade !
Lá fora a chuva cai como se não existisse seu mundo
E as palavras surdas ecoam no ar a sua volta
Sufocando-o com seus gritinhos provocantes...
Fugiria se pudesse para o dia de seu nascimento
E choraria outra vez, mais forte,
Retomando com outros passos,
Olhando com outros olhos,
A descida íngreme até as horas de hoje...
Esta noite é longa demais para ser vivida
E as estrelas temem brilhar iluminando as lágrimas quentes
Escorrendo ao tapete indiferente...
Vê como tremem suas mãos ?
No parque fez-se a sombra do anjo negro
Iluminado pela luz de mercúrio...
Pobre anjo...
Vista a túnica branca e deite sobre a cama vazia...
Os lençóis ainda são os mesmos
E o calor daquela presença ainda pode ser sentido.
Uma figura tão frágil,
Um rosto tão doce,
As mãos tão macias...
De um golpe destroçou uma vida,
Derrubou castelos,
Destruiu cidades de sonhos...
Agora percebe que enganou-se
Subestimando os tão suaves movimentos do corpo
Nas noites sem fim de um amor intenso...
Chora, pois é só o que pode fazer !
As mulheres são rosas que nos ferem com seus espinhos...