Partes de mim - Amazon
Facebook Google+ Twitter Youtube

Escolha sua poesia

Desejo|Mágica|Toque(D)|(Sem) Destino|Adeus|Alfazema|Amanhã|Amiga|Angustiante|Assassínio|Assim|Beleza e dor|Benditas Mulheres|Boa noite|Breve|Breve história de uma vida|De amor, descanso|Decisão|Despedida|Despercebido|Desvario|Débora|Em parte|Encontro (a imagem)|Enganar-se|Expleo explevi expletum|Fim|Fuga|Humildade|Iguais|Incerteza|Inexistir|Inspiração|Instante|M'Ausência|Mal de amor|Marcas|Minhas mulheres|Nova amizade|O que me resta?|O que será?|O revés de um beijo|Oceano|Ontem|Oração de amor|Para sempre|Passado presente|Passagem|Pequena|Poema das ondas|Poema do deixar de ser|Por um instante|Quando eu me for|Reencontro|Separação|Ser|Sereias|Seu(D)|Sinfonia|Socorro|Sonho a dois|Sou|Te|Tela|Tempo|Transição|Tristeza na noite|Visão do mar|Você|Zen|

De amor, descanso

Se for compartilhar, ressalte o nome do autor: Alexandre Tavares Sergio

Amanheço quando a lua vai alta
E percorro, insaciável, teu corpo revelado
Sob a tênue e embriagante luz presente
Emanante do amor que se faz intensamente.
Rejuvenesço em cada toque
Com o unir de bocas, mãos e pele
Nos suspiros, expiros,
Na lembrança do que deixamos de ser
Ao nos entregarmos insanos aos
Desejos de ambos, vontade de um.
Entardeço quando ouço teu coração acelerar
Pedindo, ávido, o calor terno
Do contato efêmero de um roçar de pernas,
Do roubar de beijos,
Do olhar lânguido,
Da loucura a que se submetem os apaixonados
Buscando a liberdade torpe
Do prazer de se tornarem amantes.
Do céu sem estrelas, embaciado no suor das almas
Túmidas, despertas e envolvidas
À sublime aura da cumplicidade plena
Retiro a centelha última de energia
Para resfolegarmos o débil e extremo grito
Culminando na união absoluta.
E suavemente, perdido e reencontrado,
Resto do que um dia fui,
Anoiteço, adormecendo em seios,
Reabsorvendo a vida.